Departamento de Mastologia

O Departamento de Mastologia do Hospital de Amor oferece o tratamento cirúrgico para os cânceres mama. É filosofia deste serviço o atendimento individualizado dos pacientes, considerando o tratamento oncológico seguro, porém, respeitando a imagem da paciente, tentando preservar suas mamas ou permitindo a reconstrução mamária sempre que possível. O tratamento do câncer de mama deve ser considerado de forma completa e não pontual. Por isso, desde 2013, o setor desenvolve o conceito de “Breast Unit”, ou seja, unidade de tratamento mamário. O departamento se preocupa com o paciente desde seu diagnóstico, seguindo seu tratamento cirúrgico, quimioterápico, radioterápico e reabilitação e, se necessário, cuidados paliativos e terminalidade. O serviço conta com um grupo interdisciplinar que envolve radiologistas, mastologistas, médicos nucleares, geneticista, oncologistas, rádio-oncologistas, patologistas, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e todos os demais profissionais que possam contribuir para o tratamento ideal de cada paciente.

>>>  Conheça também o departamento de Mastologia da unidade de Jales (SP)

Humanização e Tecnologia

A mastologia representa a fronte de batalha contra o câncer de mama. Junto das demais especialidades relacionadas, a equipe do Hospital de Amor conduz a “Breast Unit” Barretos (BUB) com intuito de oferecer sempre o melhor tratamento possível para o paciente com câncer de mama, respaldados por dados científicos e vasta experiência profissional, sempre conduzindo de forma humanizada e respeitando cada paciente e suas individualidades. Além disso, o setor é responsável pelo primeiro Centro de Treinamento em Cirurgia Oncoplástica do Brasil. Especialistas de todo o país procuram o curso de excelência da instituição para desenvolver suas habilidades e propiciar um tratamento mais refinado para seus pacientes. Desta forma, é possível disseminar o conceito de tratamento do Hospital de Amor para outras regiões.

Atualmente, o departamento está desenvolvendo uma técnica para cirurgias endoscópicas de mama. Além disso, cerca de 67% das cirurgias realizadas pelo setor incorporam alguma técnica de cirurgia oncoplástica e reconstrutora, destacando este serviço de forma diferenciada e referenciada perante o panorama nacional e internacional.

Capacidade de atendimento

O departamento realiza por volta de 18 mil consultas clínicas anuais. No ano de 2017, foram feitos 1.076 diagnósticos de casos novos para câncer de mama e realizadas 13.676 tratamentos quimioterápicos para o câncer de mama. São realizadas em torno de 2.400 cirurgias/ano, das quais 876 foram de grande porte em 2016.