Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Dia do Nutricionista: conheça o trabalho desse profissional no tratamento paliativo

O nutricionista é um profissional da área da saúde que estuda os alimentos e o efeito que eles produzem nos organismos. Ele pode atuar em diversas áreas, desde a prescrição de dietas para indivíduos até o acompanhamento de atletas profissionais, passando por pesquisa, marketing, entre outros.

No dia 31 de agosto é celebrado, anualmente, o Dia do Nutricionista – data que recorda a criação da Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN), fundada no ano de 1949. O Hospital de Câncer de Barretos, preocupado em oferecer o melhor e mais digno tratamento aos seus pacientes oncológicos, reconhece a importância deste especialista e aproveita a data para homenageá-lo.

Dentro de um hospital oncológico, a rotina deste profissional é priorizar a ingestão nutricional completa, visando sempre que o paciente tenha um ganho calórico. Mas, e quando estamos lidando com pacientes em cuidados paliativos?

De acordo com a nutricionista clínica do Hospital São Judas Tadeu – a unidade de cuidados paliativos e de atenção ao idoso do HCB – Naiara Bernardes Ferreira, o trabalho realizado com os pacientes paliativos envolve acompanhamento tanto no momento da internação, como no ambiente ambulatorial e em visitas domiciliares. “Quando se trata de cuidados paliativos, o foco principal é melhorar a qualidade de vida dos pacientes, através do controle de sintomas associados ao consumo de alimentos, adiando a perda de autonomia e problemas como anorexia, hiporexia (falta de apetite), desnutrição, constipação, diarreia, etc. ”, afirma.

Na unidade, são atendidos, em média, de 9 a 12 pacientes por dia, e de 150 a 200 por mês. “O atendimento se inicia na enfermaria, com a visita dos leitos e, na parte da tarde, no ambulatório. Quando há alguma solicitação no Centro de Intercorrência, também prestamos assistência”, declarou Naiara.

Ela explica ainda que o essencial para o nutricionista de cuidados paliativos é adequar-se e levar em consideração as necessidades do indivíduo, como suas preferências e seus hábitos alimentares, tanto para o controle dos sintomas, quanto para garantir a satisfação dele. A atuação em equipe multidisciplinar, visando trazer conforto junto ao paciente e seu cuidador, é o grande segredo!