Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Hospital ganha terreno para construção da unidade no Estado do Tocantins




O presidente do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata, recebeu esta semana do Governador do Estado do Tocantins, Marcelo Miranda, a escritura do terreno, onde será construída uma nova sede da instituição. A unidade será implantada na quadra 1101 sul da cidade de Palmas, em uma área de 76 mil metros quadrados. A expectativa é que o prédio esteja em funcionamento em 2020.

”Esse é um momento histórico, porque marca o primeiro passo para a implantação de uma instituição no centro do país, tida como maior referência em pesquisa, prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer no Brasil”, disse Miranda. O governador falou ainda que a iniciativa é fruto de uma mobilização de vários setores. “Essa obra envolverá toda a sociedade organizada: prefeitura de Palmas, os parlamentares federais, estaduais, empresários e os municípios tocantinenses. É, certamente, uma obra de Deus, que nos deixa entusiasmados”, pontuou.

Para o presidente do Hospital agora é a gora de buscar recursos para a viabilização da obra. “Não adianta montarmos uma ótima estrutura física, se não contarmos como profissionais altamente qualificados”, afirmou, adiantando que o atendimento aos pacientes será 100% gratuito, assim em todas as unidades da instituição.

Segundo um dos idealizadores do projeto, o empresário Rubens Carvalho, o hospital é muito importante para toda a região, como Pará, Maranhão, Bahia, Piauí, porque vai encurtar a distância para as pessoas que procuram tratamento no Estado de São Paulo. “Nós vamos diminuir no mínimo dois mil quilômetros para os pacientes que precisam de tratamento em Barretos”, ressaltou.

Nova unidade
A nova unidade do Hospital de Câncer de Barretos, em Palmas, no Tocantins, será construída em uma área de 76,240 mil metros quadrados, sendo 54.240 metros quadrados doados pelo Governo do Estado e 22 mil metros quadrados pela Prefeitura de Palmas. O prédio contará com 15 mil metros de área construída e vai abrigar uma equipe de 756 funcionários e 195 médicos. De acordo com Prata, a implantação de toda a estrutura física e de equipamentos está estimada em R$ 100 milhões.

A audiência contou com a presença do ex-governador Moisés Avelino; do procurador geral do estado, Sérgio do Valle; do secretário chefe da Casa Civil, Télio Aires; da secretária da Comunicação, Kênia Borges; chefe de Gabinete do Governador, Rogério Silva; o sub secretário da Saúde, Marcos Sena e voluntários para a implantação do hospital em Palmas.