70-412 640-916 |  70-489 210-451 1z0-144 CAS-002 CISSP CWSP-205 EX200 |  70-697 70-347 |  200-125 |  FC0-U51 PMI-001 400-051 70-534 |  70-486 |  cas-002 |  300-115 640-916 |  2V0-621D 040-444 1Y0-401 SSCP 200-105 JN0-102 IIA-CCSA NS0-506 712-50 DEV-401 101 70-461 GISF MB2-713 70-480 9L0-012 JN0-332 700-039 400-351 642-997 70-410 70-532 EADA10 1z0-218 70-534 CSM-001 300-075 |  300-475 640-916 642-999 1z0-809 |  642-889 MB5-705 VCP550D 642-035 MB2-710 300-075 70-462 |  4A0-107 70-486 70-463 640-875 200-120 |  PMP 1K0-001 CEH-001 300-085 1z0-804 1z0-054 70-488 cissp |  70-332 PCNSE7 700-801 1z0-058 210-260 400-051 |  JN0-633 300-135 |  840-425 EX200 |  cism |  GCIH SPHR 70-411 70-534 |  700-001 1V0-605 642-980 MB2-712 352-001 70-680 1z0-333 648-232 70-384 220-901 C2090-560 EX200 |  700-037 101-400 N10-006 599-01 101 |  1z0-897 Hospital de Câncer de Barretos conquista o Selo Paulista da Diversidade - Hospital de Câncer de Barretos

Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Hospital de Câncer de Barretos conquista o Selo Paulista da Diversidade




O Hospital de Câncer de Barretos conquistou o Selo Paulista da Diversidade, uma importante certificação para a entidade. O selo foi instituído pelo Governo do Estado de São Paulo em 2007, com o objetivo de estimular as organizações públicas, privadas e da sociedade civil a inserir esse assunto na gestão de recursos humanos.

A iniciativa faz parte de um dos programas da Secretaria de Emprego e Relações de Trabalho (SERT). A finalidade principal do selo é destacar boas práticas empresárias como ação estratégica pela igualdade de direitos e da cidadania. Essas práticas são relacionadas à inclusão das temáticas das pessoas com deficiência, e as questões étnicas, raciais, de gênero, idade, orientação sexual e identidade de gênero, difundindo o respeito e valorizando a igualdade nos ambientes de trabalho.

De acordo com a gestora de RH do Hospital, Fernanda Zabeu, a instituição se inscreveu e passou por uma avaliação de um comitê gestor, composto por representantes do governo, representantes da sociedade civil e pessoas que fazem parte de instituições vinculadas à educação e pesquisa.


“Com o selo, a instituição se comprometerá em promover ações nos seguintes aspectos: étnico racial, gênero, idade, pessoa com deficiência, orientação sexual e outros. Outro ponto será o reconhecimento público de responsabilidade social da instituição”, afirmou Fernanda.